Wednesday, October 10, 2007

 

CIMEIRA ÁFRICA UE I

POR Augusto Macedo Pinto

Há quem considere a realização desta Cimeira no âmbito da Presidência portuguesaa ter lugar em Lisboa na primeira semana de Dezembro de 2007, como África Àprocura de um novo relacionamento. A primeira Sessão da Presidência Portuguesada União Europeia em Portugal teve início a 1 de Julho passado na cidade doPorto.No âmbito da União Africana e como é sabido, já decorreram a 2ª Sessão daAssembleia de Chefes de Estado e do Governo da União Africana que se realizouem Maputo em 2003 de 4 a 12 de Julho e a 9ª Cimeira Ordinária da União Africanaem Acra de 1 a 3 de Julho do corrente ano, esta com uma expressiva participaçãode quarenta chefes de Estado e Governo.Realmente que tipo de questões os africanos e os europeus irão debater nestaCimeira de Lisboa? Que novo relacionamento se irá procurar encontrar? Comoserá o fluxo das pessoas entre ambos os Continentes, mais fácil, mais aberto,sem peias burocrático - administrativas que tudo deitam a perder? Que pensamfazer os países europeus com maior expressão linguística em África,nomeadamente o português, francês, inglês e o espanhol? Qual ou quais os paíseseuropeus que têm mais dos seus cidadãos em África? Como os têm apoiado noterreno através das suas representações culturais, diplomáticas e económicas?Quais os países europeus com maior número de imigrantes africanos? Comocolaboram, apoiam a sua integração? E as suas representações diplomáticasinstaladas nos países de acolhimento europeus são dotadas de meios eficazes deapoio?Estou convicto de que quando os europeus começarem a OLHAR PARA ÁFRICA como umaalternativa ao seu enriquecimento de relacionamento humano e cultural, de maisuma possibilidade descomplexada de aprendizagem, uma oportunidade sem ser umdepósito de matérias primas sempre disponível e inesgotável, estaremos atraçar o caminho certo.Que acções conjuntas poderão ser analisadas pelos africanos e europeus nestaCimeira que não passem de um desfile de vaidades?Como se irá abordar a redução da pobreza em ambos os Continentes? A redução doHIV SIDA? Outras doenças graves que afectam os humanos e os animais? E orespeito pelos direitos humanos, sem esquecer que os linchamentos mediáticos,a violação do segredo de justiça e o excesso de prisão preventiva, também osão?!? E o ambiente quando estamos a falar da água que bebemos, do ar querespiramos e dos alimentos que comemos, como serão também abordadas estasquestões?Que peso têm os bancos comerciais nas relações entre estes Continentes, a origemdos seus capitais e a distribuição dos seus resultados? As empresas detransporte de passageiros e mercadorias que ligam África e Europa, como seencontram definidos os capitais de participação, como são distribuídos os seusresultados em função dos passageiros transportados e das mercadoriasmovimentadas?E o ensino que experiências se pensa trocar a este nível? E as outrasorganizações internacionais em língua inglesa, portuguesa, francesa e espanholaque cruzam ambos os Continentes, estarão disponíveis em receber e darcontributos no âmbito desta Cimeira?A Fundação Portugal África, que tem a sede no Porto e é presidida pelo antigoPresidente da República de Portugal, Dr. Mário Soares, vai levar acabo umaconferência subordinada ao tema Europa África: uma estratégia comum? , 28 e29 de Setembro, cujo elenco de palestrantes não necessita de grandesapresentações, Mário Soares, Boutros Boutros Ghali, Durão Barroso, Luís Amado,José Tadeu Soares, António Vitorino, Lopo do Nascimento, Ismael Valigy, TomásAugusto Salomão, Artur Santos Silva, Francisco Carvalho Guerra, FernandoTeixeira dos Santos, entre outros.

Augusto Macedo Pinto, Advogado, Antigo Cônsul de Moçambique em Portugal,macedopinto@teledata.mz. , publicado O Autarca, Beira, Moçambique, edição de28 de Setembro de 2009, Blogs Moçambique para todos, 28 de Setembro de 2009,Blog MIRADOURO e www.oprimeirodejaneiro.pt edição de 28 de Setembro de 2007.


Comments: Post a Comment

Links to this post:

Create a Link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?